Psicologia

“Só aquilo que somos realmente tem o poder de nos curar.”

Carl Gustav Jung

Psicologia Junguiana

Descoberta por Carl Gustav Jung, médico psiquiatra, nascido na Suíça em 1875. Desde novo já se interessava pelas ciências naturais e uma visão diferenciada de mundo.

Decidiu-se pelos estudos em psiquiatria, como forma de compreender o biológico e o espiritual cientificamente. Foi influenciado nos seus estudos por autores como: Aristóteles, Heráclito, Kant, Platão, Goethe, Schopenhauer e Nietzsche. Jung em seus estudos em psiquiatria e na prática clínica passou a humanizar o serviço de atendimento aos pacientes, pois buscava investigar para além dos sintomas, as questões existenciais que cada sujeito lhe trazia, tornando cada sessão clínica em um encontro único, repleto de significados.

Desta forma, percebeu que por detrás do paciente psiquiátrico, havia uma alma em sofrimento. A psicologia analítica investiga sonhos, desenhos e outros materiais como vias de expressão do inconsciente.

O inconsciente coletivo para Jung são imagens e símbolos universais, com importância coletiva, conhecidos como arquétipos junguianos, por exemplo, o arquétipo de persona, sombra, anima e animus (feminino e masculino), self, grande mãe e velho sábio.